A Cobrança do Dia a Dia

Cobrar é algo que acontece em qualquer relacionamento, seja um relacionamento amoroso, uma amizade ou uma relação de trabalho. Quando duas pessoas estão juntas, acontece uma mutualidade, no entanto, a entrega é algo que ora sai de um, ora sai do outro. Deveria ser assim, uma complementaridade, com apoio e troca. Se assim fosse, a cobrança não existiria. Mas, como sempre a análise é parcial, cada um acha que a sua parte é maior ou mais dura do que a do outro.

Os conflitos surgem em função da diferença de opinião e principalmente do filtro que se usa para analisar as situações. Os fatos, que são claros, tornam-se obscuros diante das emoções. Diante deste impasse, o melhor é buscar focar no resultado que se deseja alcançar. Quando estamos focados no resultado, fica mais fácil caminhar para a solução.

As emoções são cortinas que encobrem a razão e com elas a possibilidade de solução de conflitos. Quando estiver frente a essa situação, foque no resultado esperado e procure apenas os fatos. É impossível conciliar emoções. Elas apenas se amenizam quando os pontos de vistas se somam em busca de um final esperado ou desejado.

Nos relacionamentos, ninguém é feliz cobrando. É preciso que haja liberdade para estar junto. Quando existe cobrança, na maioria das vezes, é porque alguém já não se sente bem dentro desta relação.

Nas amizades, a falta é o que incomoda, a cobrança é sempre do pouco convívio, da distância, enfrentado e sufocado com tantas outras cobranças que acabam se tornando mais relevantes.

No mundo do trabalho, por outro lado, as cobranças acontecem quando algo interfere no resultado da entrega do outro. O esforço de cada um precisa ser claro e definido na parte que lhe cabe, visando o melhor para o resultado. Quando há cobrança, algo saiu errado ou desnivelado. Novamente, a melhor solução é evitar tratar das emoções e focar nos fatos.

Cobrança é sinal de que algo não está indo bem. Fique atento e ajuste os canais antes que cobrar seja necessário.