Gestor como Design Thinker

Os desafios dos gestores hoje têm sido reter e engajar seus funcionários. A regra antiga “manda quem pode, obedece quem tem juízo”, apesar de ainda existir e funcionar em muitas empresas, 500sabe-se, não retém pessoas e, principalmente, diminui a produtividade.

A Deloite (consultoria renomada em auditoria e assessoria financeira) produziu uma pesquisa e publicou o perfil das mudanças nesse sentido, bem como as competências exigidas neste mundo atual. O mundo VUCA, Volátil, Incerto, Complexo e Ambíguo, termo usado para referenciar as fortes e rápidas mudanças no mercado. O desafio da liderança, cada vez é maior, com essa exigência de solucionar problemas com empatia e agilidade. Para atender às exigências desse mercado, vamos primeiro entender, o “design thinking” é o conjunto de métodos e processos para abordar problemas, relacionados a futuras aquisições de informações, análise de conhecimento e propostas de soluções. Essa nova forma de atuar, proporciona uma interação maior com melhor aproveitamento a inteligência do funcionário, além da experiência do cliente. Todos os stakeholders (todos envolvidos) devem ser envolvidos na solução dos problemas mais complexos. Outra grande diferença é não apenas entender e repassar a estratégia definida pela diretoria, é construir uma estratégia com a participação de todos e, com ela, pensar de fora para dentro, mantendo o pensamento no negócio da empresa, focado no resultado, mas com um pensamento dentro de um novo design, contemplando outras variáveis. O gestor não é mais o responsável só pela execução e também pela conexão e engajamento de cada um no negócio da empresa.

Design Thinker está em cada novo negócio e sobretudo, nos startups (empresas novas e tecnologicas). Saber e não fazer é ainda não saber. É preciso se utilizar desta nova metodologia para compreender, explorar, criar empatia materializar, desenhar o novo projeto ou produto e depois colocar para teste. Essa é a nova maneira de atuar, é a maneira mais envolvente e atual de solucionar problemas e, com isso, de conquistar maior engajamento.

Se você quer ser um líder diferenciado, comece a estudar esses conceitos e principalmente a colocá-los em prática.