Como desenvolver empatia no trabalho

A empatia é considerada uma das habilidades essenciais para o desenvolvimento nos próximos dez anos, para nós que buscamos um resultado diferenciado em nossas organizações. Isso se deve ao cenário de mudanças aceleradas em que nos encontramos! Será cada vez mais necessário o aumento da compreensão, segundo a perspectiva alheia…

A empatia é considerada uma das habilidades essenciais para o desenvolvimento nos próximos dez anos, para nós que buscamos um resultado diferenciado em nossas organizações. Isso se deve ao cenário de mudanças aceleradas em que nos encontramos! Será cada vez mais necessário o aumento da compreensão, segundo a perspectiva alheia e, não mais, somente segundo a perspectiva individual.

Segundo o relatório “The Future of Jobs”, produzido pelo Fórum Econômico Mundial, foram listadas as dez competências necessárias para que as pessoas estejam adaptadas ao contexto da Quarta Revolução Industrial: resolver problemas complexos; pensamento crítico; criatividade; gestão de pessoas; coordenar com os outros; inteligência emocional; tomada de decisões e julgamentos; orientação para o serviço; negociação; e flexibilidade cognitiva. O desenvolvimento da empatia alavanca essas competências, considerando que seremos cada vez mais exigidos para o trabalho em conjunto e voltados para a cooperação!

Apesar de termos nascido para as conexões sociais, temos muitos desafios quando falamos em praticar empatia no trabalho, principalmente quando nosso foco maior está em nossas diferenças e não em nossas semelhanças. E quais são algumas possibilidades para começarmos a desenvolver habilidades empáticas?

  1. Entender que temos necessidades comuns e que essa lista de necessidades comuns compartilhadas é muito maior do que as nossas diferenças. Exemplos de necessidades humanas: amor, afeto, conexão, cuidado, amizade, respeito, ordem, organização.
  2. Desenvolver a escuta empática, uma escuta pautada em compreender o outro e não uma escuta para responder somente;
  3. Aprender métodos de comunicação que possam ajudar no desenvolvimento da comunicação empática: Comunicação Não-Violenta e Process Communication Model, por exemplo). Esses métodos ajudam com a aplicação de ferramentas práticas para a resolução de conflitos em nossas organizações.

Com o desenvolvimento da empatia podemos humanizar relações e potencializar o pensamento criativo através do trabalho colaborativo.

Excelente semana com empatia para todos nós.