O bom técnico que se tornou um péssimo gerente

Essa é a maior confusão que encontro nas empresas quando estou trabalhando com consultoria. Muitos gestoras me falam, meu funcionário era ótimo, promovi e o que aconteceu foi perdê-lo. Perdi o excelente técnico e ganhei um péssimo gerente. Um funcionário que era sempre elogiado, agora só recebo reclamações. O que…

Essa é a maior confusão que encontro nas empresas quando estou trabalhando com consultoria. Muitos gestoras me falam, meu funcionário era ótimo, promovi e o que aconteceu foi perdê-lo. Perdi o excelente técnico e ganhei um péssimo gerente. Um funcionário que era sempre elogiado, agora só recebo reclamações.

O que importa mesmo é saber o que, ou qual competência preciso em cada ocasião. Se você fizer essa pergunta, ficará fácil, de perceber que o que procura não é o que seu funcionário já te mostrou. As características de ser um bom funcionário, estão ligadas a execução, a forma de seguir e entregar o solicitado. Pontualidade, comprometimento, dedicação, rapidez, boa interação, tudo isso é e deve ser muito bem valorizado, no entanto não é o que podemos chamar das competências para a liderança. Se  fizermos está reflexão podemos lembrar que o bom lider é aquele que faz com o que o outro possa entregar melhor seu trabalho, desta forma ele para de fazer e precisa fazer com que os outros fazem. É preciso diferenciar as competências de fazer e do liderar o fazer.


Reflexões da Semana