Passado, Presente e Futuro

Apesar de saber que é possível fazer algo apenas no tempo presente, muitas pessoas vivem no passado ou, então, sonhando com o futuro na expectativa que ele seja diferente do hoje. Na verdade, um dos mecanismos humanos de defesa mais fortes é a fuga da realidade.

Paralisar as ações em lembranças de um passado de realização ou não, ou mesmo em visões de um futuro melhor, não te ajudará a provocar a mudança ou o desenvolvimento, processos que acontecem diariamente. Esta evasão, apesar de ser bastante confortável, pode gerar muitos problemas.

Como disse Aristóteles, há muitos anos atrás, “somos o que repetidamente fazemos. A excelência, portanto, não é um feito, mas um hábito”.

Para qualquer mudança e evolução é necessário um esforço constante e consciente. Mudança é o resultado de um esforço diário e que necessita foco. Reclamar e lamentar o passado lhe prende nele. Daquilo que passou, cabe agradecer, incluir e integrar em sua história.

Para o tempo futuro, ter um sonho, uma meta ou um objetivo é muito importante, é como motivação para os próximos passos, mas procure executar algo em direção ao seu alvo. No entanto, vejo muitas pessoas que repetem os pensamentos “nas férias eu serei feliz”, “só serei feliz quando comprar minha casa” ou “me realizarei quando chegar em tal cargo”. Transferir sua felicidade para algo distante não favorece sua conquista, na verdade, possui um efeito desmotivador.

Passado – agradecer, aprender e integrar.

Presente – como o próprio nome fala, o que você ganhou para hoje? A-cor-dar: escolha a cor do seu dia e vá em frente.

Futuro – desenhe seu alvo, planeje como alcançá-lo com passos no presente e aprendizados do passado.