Recrutamento e Seleção a Cegas

Recrutamento e Seleção às Cegas, uma inovação que já está batendo a nossa porta. Se inovação, criatividade e diversidade são valores para a sua instituição, então comece pelo processo de recrutamento dos profissionais que farão parte deste quadro. Assim, através de equipes com perfis, competências e habilidades diversificadas, conseguirá maximizar seus resultados.

No processo de recrutamento atual, organizado com dinâmicas e entrevistas, os conceitos, estigmas e paradigmas influenciam as escolhas, ainda que por vezes você não perceba. No entanto, isto pode ser mudado. Para contribuir com esta mudança de caminhos e alterar este curso, surgiu, inicialmente na Europa, uma nova forma de recrutar: o Recrutamento e Seleção às Cegas. Nesse processo, os recrutadores avaliam os profissionais por suas experiências e habilidades. Quaisquer outros fatores, como idade, estado civil, gênero, são desconsiderados.

Esta técnica de recrutamento visa diminuir as chances de discriminação aos candidatos, consciente ou inconscientemente, constituída por preconceitos ou por falta de foco em seus aspectos profissionais. Nos processos de Recrutamento e Seleção às Cegas, não se há perguntas sobre o curso, o nome da instituição de ensino, gênero ou idade do candidato. O que importa é entender como o seu propósito está alinhado à empresa solicitante.

Como as características pessoais ficam de lado na hora da seleção, é possível focar no que realmente importa: os aspectos profissionais e comportamentais. Todos os profissionais envolvidos no Recrutamento e Seleção devem considerar características técnicas, competências, habilidades e tendências comportamentais. Em todas as fases do processo seletivo, estes são os critérios que devem ser considerados.

É muito importante que ocorra o alinhamento e a capacitação dos recrutadores envolvidos no processo. Eles devem estar preparados para considerar os aspectos técnicos e profissionais, deixando de lado possíveis preconceitos e crenças limitantes.

As técnicas de Recrutamento e a Seleção às Cegas não impedem a empresa realizar entrevistas presenciais nas fases finais do processo. Isso é bastante positivo, porque apresenta ao candidato a cultura da empresa e seus valores.

Para elencarmos, temos inúmeras vantagens, entre elas: maior produtividade, diversidade, employer branding, assertividade e redução de custos.

Aceita este desafio? Arrisque, crie e experimente esta modalidade de recrutamento e seleção.

 

Autora convidada: Maria Claudia Basílio, psicóloga formada pela Universidade Federal do Espírito Santo. Especialista em Psicologia Sistêmica da Família, tradutora, intérprete de Libras e Consultora de Recrutamento e Seleção na Selecta.