Tomada de decisão

Qual é o seu estilo de tomada de decisão? Na vida, tomamos várias decisões durante o dia. São nossas escolhas. Por exemplo, “gosto disso e não daquilo”; “vou acordar cedo ou vou dormir até mais tarde?”; “o que vou comer no café?”; “qual será a minha programação do dia?”.

Em todas essas situações, estamos tomando decisões e assim fazendo escolhas. Até quando prolongamos a tomada de uma decisão, estamos fazendo uma decisão, pois não escolher nada também é uma decisão.Cada decisão traz uma consequência e com ela a opção de uma nova escolha. Mas você já parou para analisar qual o seu estilo de tomada de decisão?

Alguns estudiosos classificam o processo de tomada de decisão em 04 tipos. Na minha opinião, esta categorização é bastante interessante, por isso, irei compartilhar mais sobre ela com vocês nesse texto. Façam sua análise:

 

  1.  Comportamental – conciliação de conflitos e soluções negociadas; integração de equipes e construção de ambientes participativos; comunicabilidade com diplomacia.
  2.  Analítico – decisões bem fundamentadas; persistência e raciocínio lógico; senso de organização.
  3.  Diretivo – agilidade para decidir e rapidez para agir; objetividade e senso prático; entusiasmo.
  4.  Conceitual – soluções inovadoras e ideias revolucionárias; percepção aguçada e receptividade a mudanças; espírito inquieto, intuitivo e criativo.

 

Todos possuem um pouco de cada estilo de tomada de decisão, no entanto, possuímos uma tendência de usar mais um estilo em relação aos demais. Assim, você segue fazendo as mesmas escolhas, ainda que não perceba.Esse processo pode ser comparado com uma trilha em uma floresta. A tendência é sempre andar por aquela que já está traçada no solo, onde o mato abaixou de tanto você passar por ali, mas isso não quer dizer que este seja o melhor caminho para você.

De modo igual, ocorre com o nosso sistema nervoso. Para reduzir o consumo de energia, nossos neurônios seguem tomando respostas convencionais em detrimento de decisões diferentes.Ter feito uma escolha anteriormente não lhe obriga a sempre seguir pelo mesmo caminho. É importante experimentar outras trilhas, fazer novas escolhas, sempre buscando de forma consciente equilibrar seu estilo de tomada de decisão.

Ouse e se desenvolva! Experimente e faça diferente para depois escolher por onde quer ir. O importante é ser feliz.