Zeitgeist

Zeitgeist é um termo alemão e significa o espírito da época dos negócios: paixão e propósito. Pesquisas indicam que empresas que adotam o processo zeitgeist tornam-se muito mais humanizadas. Mas como podemos construir uma cultura organizacional mais consciente e humanizada? Confira na Coluna Vida e Carreira escrita por Vânia Goulart no Jornal Metro.

Já ouviu falar desta palavra alemã? Zeitgeist é um termo que significa o espírito da época dos negócios: paixão e propósito. Trabalhar envolvendo estes dois fatores tornará o seu caminho mais consciente e próspero.

Uma pesquisa de tendências realizada por Kjaer Global descreveu a bússola para as lideranças seguirem até 2025. O resultado deste trabalho também produziu um livro com as experiências das empresas humanizadas. Na pesquisa, foi identificado que o desempenho financeiro a longo prazo das empresas que adotam o processo zeitgeist é 2 a 6 vezes superior às demais, o que pareceu bastante significativo para muitos empresários.

Para começar, convido você a refletir partindo de dentro para fora. Quais foram suas últimas atitudes? Mudou algum conceito recentemente? Possui alguma atitude como economizar água? Cuidar do lixo? Cuidar mais da saúde? Praticar mais atividade física? Muitas são as ações a serem repensadas e o convite é que comece a mudança por você.

O que você faz em relação a definição do seu propósito? Como o compartilha com a sua rede de pessoas? Está alinhado? E como lidera este processo com você e com a sua comunidade? E, por fim, como constrói uma cultura mais consciente e humanizada?

São vários os pontos que devem ser trabalhados na cultura de uma empresa para torná-la humanizada. Considerando que estamos no mês de março, época que comemoramos o Dia Internacional das Mulheres, quero refletir sobre o papel feminino e suas influências neste novo mundo.

Na pesquisa citada anteriormente, o fator feminino foi definido como a chave para um futuro melhor. O ‘soft power’, que em português pode ser traduzido como um ‘poder suave’, mas forte, é entendido na pesquisa como a capacidade de influenciar ou liderar através da empatia e da persuasão, um estilo de liderança global que está ganhando importância, tanto na política, quanto nos negócios. Independente do sexo, este é um modelo que precisa ser adotado e utilizado se você quiser ter em sua empresa pessoas motivadas e engajadas. Produzir mais e com menor custo exige um propósito compartilhado, e isso só é feito com empatia e persuasão.

O desafio está lançado! Faça a sua reflexão e comece este mês a honrar e a homenagear o seu lado feminino. Estas características irão fazer você se destacar no mercado de trabalho.