Singularidade: o lado positivo de ser individual (Metro)

Até onde a singularidade é simplesmente ser individual? Quando sua individualidade é singular? Segundo o Google: “trata-se da característica daquilo que é singular: pouco frequente, fora do comum ou extraordinário”. A singularidade, por conseguinte, é a qualidade que distingue algo de outras coisas do mesmo gênero. Contudo, mesmo quando ela…

Até onde a singularidade é simplesmente ser individual? Quando sua individualidade é singular? Segundo o Google: “trata-se da característica daquilo que é singular: pouco frequente, fora do comum ou extraordinário”. A singularidade, por conseguinte, é a qualidade que distingue algo de outras coisas do mesmo gênero.

Contudo, mesmo quando ela nos distingue, são possíveis, no mínimo, duas conotações para o termo. Uma, que traduz peculiaridades diferenciadas, quando posso, através do outro, me reconhecer e me destacar. Significa, no meio de muitos, poder ser único. Outra, que identifica cada um dos indivíduos, mas que o particulariza de forma pejorativa, isolando-o no incomum.

O lado negativo identificado aqui possui o intuito apenas de ser esquecido, pois não beneficia nem sua vida, nem sua carreira. Essa perspectiva de singularidade ocorre quando o lado humano fica esquecido, focando apenas nos defeitos.

O lado positivo, importante de se marcar e destacar, é quando ser singular me diferencia, coloca  minhas qualidades em destaque. Como o próprio conceito propõe.

Não obstante a isso,  tanto na vida, quanto na nossa carreira, dentro das empresas, é fácil encontrar aqueles que sempre procuram se igualar.  Por exemplo, ao se vestirem com roupas da moda; ao andarem com o carro do ano, ao cursarem o mesmo MBA, ao adquirirem o conhecimento que todos possuem. Isso massifica o indivíduo.

Em muitas empresas, clientes ou os funcionários são tratados como massa. Os prêmios  e/ou os benefícios são distribuídos para todos igualmente, pouco se ajustam à necessidade de cada um, e, por isso, pouco provocam o efeito motivacional, para o qual foram pensados.

Atualmente, a gestão da singularidade tem se mostrado mais eficaz e eficiente ao apoiar a satisfação dos clientes e funcionários de modo particular, quando pensamos nas empresas. Cada um deve e precisa ser pensado como indivíduo único, que pensa e se define por construções diferentes e que, sendo respeitado, o melhor dessa pessoa é conquistado. Atuar de maneira singular faz a sua empresa e você atingirem o resultado com maior facilidade.

Seja singular, eleve suas qualidades!