O ano que começa e a rotina…

Um ano começa e a rotina se instala, mas como estamos na primeira semana ainda, vamos propor uma reflexão que servirá para todos os meses do ano. Quando se aproxima dezembro, os corações amolecem e as reflexões são propostas por todos. São tantas as mensagens que fica até difícil escolher…

Um ano começa e a rotina se instala, mas como estamos na primeira semana ainda, vamos propor uma reflexão que servirá para todos os meses do ano.

Quando se aproxima dezembro, os corações amolecem e as reflexões são propostas por todos. São tantas as mensagens que fica até difícil escolher uma. Antes mesmo de você conseguir analisar, já chegou outra e mais outra. Algumas nos tocam profundamente, outras nos divertem e algumas nem lemos totalmente. Mas a pregunta que aqui quero colocar é: Qual foi a melhor reflexão? Qual foi a diferença que algumas delas lhe proporcionaram? No fim de ano, fazemos muitas promessas, voltamos a sonhar, a ter esperança. No entanto, o ano começa e a rotina se instala.

A reflexão que mais me fez pensar neste ano não foi de alguém famoso, na verdade, foi de um desconhecido. Acho até que por isso quis trazer aqui para dividir com vocês. E é assim: vai começar um ano e escrever um novo capítulo?  Ou será um novo livro?  A ideia é exatamente essa, antes de começar a escrever vamos ler o que foi escrito em 2015?

No final de 2014, quais eram seus sonhos? Quais promessas fizeram? E quando o ano começou? Dia primeiro de janeiro você implantou algo novo? O convite é que você possa passar mês a mês revendo suas conquistas, suas vitórias, seus desejos. Parou de fumar? Conquistou um novo emprego? Casou? Perdeu o emprego? Separou? Começou a correr? Na verdade, o mais importante é passar cada mês e conseguir extrair seu aprendizado. Seu livro está aí na sua mão, cada página foi escrita por você, a bibliografia é de sua autoria. O que quer que fique registrado? Por que quer ser lembrado? Essa é a hora de revisar, mas lembrando de que não se pode apagar o passado, mas escrever 2016 considerando o já vivido. O novo ano é exatamente isso, uma nova oportunidade de escrever um capítulo diferente dispensando aquilo que não gostou e, claro, uma chance de repetir e persistir com o conquistado para ficar ainda mais fortalecido no novo ano.

Releia seu livro, festeje as conquistas e reveja cada etapa para agora poder escrever um novo livro, com capítulos inéditos, usando seu potencial com muita força, aproveitando cada minuto e orgulhando-se de cada conquista.

Não permita que a rotina possa interromper seu novo livro.  Levante-se todos os dias relendo o dia anterior para poder consertar o rumo. Aproveite agora, para, no final do ano, ter orgulho de ler sua bibliografia.

Que comece 2016…


Reflexões da Semana