Quem sonhou primeiro? (Metro)

Quando se constrói alguma coisa, é porque, anteriormente, existiu um sonho, um plano, um responsável. Toda empresa possui uma história e uma construção sonhada no passado. Com o passar do tempo, outros sonhos vão se somando a este e, muitas vezes, as pessoas esquecem essa história anterior, construída por quem…

Quando se constrói alguma coisa, é porque, anteriormente, existiu um sonho, um plano, um responsável. Toda empresa possui uma história e uma construção sonhada no passado. Com o passar do tempo, outros sonhos vão se somando a este e, muitas vezes, as pessoas esquecem essa história anterior, construída por quem fez parte dela.

Uma empresa, antes de tudo, foi pensada e desejada por alguém, aquele que um dia se inquietou com a limitação de apenas fazer um bom trabalho: O empreendedor. Alguém que, assim, pensou numa forma de ampliar sua capacidade de entrega, agregando pessoas e desenhando processos.

Depois de construído o idealizado, o grande desafio seguinte é buscar pessoas que venham sonhar junto, contribuir com o desenvolvimento do primeiro passo. Cada um que chega também dará sua contribuição e precisará continuar sonhando em prol dessa construção. O desafio se dá como? Como escolher? O que diferencia essa escolha? A busca será cada vez mais assertiva quanto mais ela for ao encontro do sonho inicial. Todos sonham com reconhecimento, com conquistas, com legados. O importante é não sonhar sozinho. É como dizia o compositor Raul Seixas “sonho que se sonha só é só um sonho, mas sonho que se sonha junto é realidade”. Portanto, busque pessoas que sonhem junto com você.

Fazer a diferença é mostrar-se único, perspicaz em sua grande e humilde contribuição diária. Mas é a soma dessas contribuições que farão a diferença. Cada atividade realizada precisa estar alinhada com os valores da empresa e daquele que deu o primeiro passo para a criação dela.

Você pode ser o primeiro ou o segundo a sonhar, não importa, o que irá fazer diferença é como e com quem irá somar esse sonho. Nada se faz sozinho. A estatística mundial nos diz que a maioria das empresas não passam da terceira geração. E por quê? A razão maior é sempre a desconexão desse sonho, que não foi sonhado junto. É necessário cuidar desse valor, desde o início. É preciso cuidar dos sonhos das pessoas e integrá-los ao trabalho. Escolher um lugar para trabalhar precisa estar em consonância com seus sonhos e valores.

Se você compreender esse valor maior e buscar fazer com que ele prospere, será alguém que sonha junto e, por isso, crescerá junto.