Saia do controle

Vivemos num mundo muito apressado e cheio de regras e exigências. Tudo possui uma maneira, uma sequência certa ou pelo  menos convencional de se fazerem as coisas. Temos uma rotina e muitas vezes você se esquece de escolher e decidir qual o caminho seguir, vai apenas seguindo.  Apesar de necessitarmos da sequência, da…

Vivemos num mundo muito apressado e cheio de regras e exigências. Tudo possui uma maneira, uma sequência certa ou pelo  menos convencional de se fazerem as coisas. Temos uma rotina e muitas vezes você se esquece de escolher e decidir qual o caminho seguir, vai apenas seguindo.  Apesar de necessitarmos da sequência, da rotina, não devemos nos aprisionar por ela e perder a capacidade de mudar ou transformar o que está a nossa volta.

Nosso cérebro precisa da rotina para se fortalecer, mas é ela também que pode paralisar após o aprendizado. Um comportamento só se torna aprendido quando ele é realizado muitas vezes, ou quando é feito sem que se perceba. Esse é o sinal de que o aprendizado se tornou tácito.  No entanto, cada vez que isso acontece um novo movimento é necessário para que a pessoa não se estagne. Um comportamento aprendido por levar tempo e o conforto de realizá-lo diversas vezes pode impedi-lo de buscar melhoria e/ou evolução. A vida é dinâmica e esse movimento é necessário.

Uma boa oportunidade para energizar isso tudo e ganhar mobilidade cerebral é sair do controle. Permitir-se sair do controle, perder a sequência e descobrir novas formas. Isso que é preciso para renovar as energias. O período de férias é o melhor para se experimentarem novas maneiras de fazer. Conhecer novos lugares, novas culturas, novas pessoas. Essa renovação conecta o cérebro, amplia o campo de visão, transformando as percepções para uma nova dinâmica poder ser construída.

Experimente algo diferente, procure acordar e dormir em horários diversos. O cérebro humano, segundo pesquisas mundiais sobre o estresse, requer, no mínimo, sete dias para iniciar seu desligamento da rotina do ano de trabalho. Férias picadas, portanto, podem até descansar um pouco, mas não revigoram ou constroem uma nova perspectiva para você. Ande mais a pé, passe por outros caminhos.  Nade mais profundo em águas claras, conheça outros lugares e pessoas. Tudo isso faz com que você se desenvolva e possa lidar melhor com os conflitos do dia a dia, amplia sua capacidade criativa, tornando-o cada vez mais competitivo no mercado atual.

Saia do controle e tome controle de seu crescimento sustentável!


 

Reflexões