No primeiro texto, no mês passado, falamos sobre a importância de se controlar a inteligência emocional para a vida e também como ação para se desenvolver e se estabilizar numa carreira. Daniel Goleman divide o conceito em parte interna, quando se conscientiza da emoção que se sente, e da parte externa, quando se percebem as emoções das pessoas e, consequentemente, pode-se gerenciar os relacionamentos.

Inteligência emocional, expressão muito utilizada, é uma competência necessária e muito requerida no mercado de trabalho. Você estudou, possui habilidade e experiência profissional, mas isso não é tudo. É necessário ter características comportamentais, e nenhuma é mais importante para permanecer empregado que a inteligência emocional. 

Na segunda-feira, nós iniciamos uma discussão sobre Inteligência Emocional. No programa de hoje, vamos tratar sobre como gerenciar nossas emoções em relação às ações das pessoas que estão ao nosso redor podem influenciar a nossa vida e carreira. Chamamos isso de 'consciência social'. Ouça a gravação! Deixei o seu comentário!