Vamos Começar o Ano?

Começar o ano é o que se espera para a primeira semana de 2017, mas ouço, em muitos encontros e rodas de profissionais, que o ano só começa depois do Carnaval. Quem nunca ouviu essa frase?  Esse paradigma precisa ser modificado urgentemente. É justamente por acharmos normal  a frase que…

Começar o ano é o que se espera para a primeira semana de 2017, mas ouço, em muitos encontros e rodas de profissionais, que o ano só começa depois do Carnaval. Quem nunca ouviu essa frase?  Esse paradigma precisa ser modificado urgentemente. É justamente por acharmos normal  a frase que a produtividade do Brasil vem caindo a cada dia. Pesquisas e comparativos mundiais mostram que nossa melhor produtividade é inferior às piores dos países em desenvolvimento e muito aquém também dos  desenvolvidos.

Vamos, sim, começar o ano,  entretanto, vamos começar diferente, com um olhar do presente, do que posso fazer só por hoje. A filosofia dos 12 passos dos narcóticos e/ou Alcoólicos Anônimos deveria ser seguida por todos. O que eu posso fazer só por hoje, com o meu comportamento, na minha empresa ou na minha casa, que possa começar a transformar o Brasil, minha cidade, meu bairro, minha casa. Sair do lugar de reclamação e se despertar para um novo ano, mas realmente um novo, diferente, com fatos novos. O que mais importa é que possamos, com os planos desenhados lá na virada do ano, propiciar um avanço, um despertar.

Seja a mudança que você quer ver no mundo.

Mahatma Gandhi  disse essa frase há muito tempo, no entanto, por que vemos mais pessoas querendo mudar os outros do que a si próprias? É necessário começar a traduzir, em si mesmo, o que quer que as pessoas sejam. Vivemos num mundo de espelhos e eles refletem quem somos. Para Aristóteles, somos o que repetidamente fazemos, a excelência é um hábito, não um feito, precisamos, portanto, não só repetir essas frases, mas, sim, vivê-las com toda intensidade.

No mundo empresarial, também poderemos desenvolver trabalhos  nos quais a ética e a sustentabilidade comecem internamente, dentro de cada equipe,  e as pessoas que fazem parte dessa empresa possam ser a maior força e sustentem os valores que almejam e não simplesmente os sucumbam pela força da hierarquia, aceitando e vivendo na frustração.

Seja quem você quer ser, comece o ano não com planos, mas, também, com ações. Ao final de cada dia  responda a si mesmo:

Só por hoje, o que eu mudei?