Qual o seu Ritmo?

O ritmo de trabalho é algo cada dia mais exigido no mercado. A competição, cada vez mais acirrada em virtude de um mundo sem fronteiras, torna tudo comparável e acelerado. A produtividade, por sua vez, é uma necessidade crucial para a manutenção da competitividade das empresas e o ritmo é a base desta diferença. O ritmo também é fator importante nas relações. Cada indivíduo tem um particular, que pode aproximá-lo das outras pessoas ou também causar atritos, estresse ou ainda doenças somáticas.

O ritmo de cada pessoa é particular e deve ser respeitado. Muitas pessoas desconhecem seu próprio ritmo e insistem em imitar o outro. Quando isso acontece, aparece o descompasso, é como uma música sendo cantada em outra cadência. A melodia é alterada e, muitas vezes, fica insuportável de escutá-la. Essa falta de autoconhecimento é uma problemática bastante comum.

Saber adequar os canais, equalizar e sintoniza-los é fundamental para uma harmonia empresarial e organizacional. Muitas vezes, esse é o melhor papel do líder.

Como uma melodia, cada nota possui uma função naquela harmonia. Independentemente do seu ritmo ou frequência, ela se faz necessária para a composição. Numa empresa não é diferente. Todas as pessoas são diferentes e precisam estar juntas, pois é nessa combinação harmônica que a música acontece.

Você pode e deve adaptar-se ao ambiente, acelerando ou retardando um pouco o seu ritmo, todavia é necessário conhecer seus limites para não perder a sua essência. Essa essência é aquilo que torna cada música única.

Cada ritmo é importante e possui características marcantes, com competências específicas para cada atividade. A empresa que consegue reunir todas as notas musicais e aproveitar os diferentes ritmos faz com certeza mais sucesso.

Metaforicamente, “não existe mais espaço para um único estilo musical”. A diversidade de ritmos de trabalho precisa ser acolhida e respeitada. Seja você mesmo e deixe a sua música tocar e encantar por onde você passa.